Funcionários da TAP-ME recorrem à Justiça para voltar ao trabalho em Porto Alegre – Porto Alegre 24 horas

Funcionários da TAP-ME recorrem à Justiça para voltar ao trabalho em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp





Um grupo de trabalhadores da TAP Manutenção e Engenharia, de Porto Alegre, ingressou na Justiça para retornar aos postos de trabalho, após ter sido suspenso pela empresa, por tempo indeterminado. Conforme o representante dos trabalhadores, Paulo Sérgio Silva, a medida ocorreu após um protesto, realizado em 11 de julho, no aeroporto Salgado Filho, chamando atenção para uma série de demissões ocorridas nos últimos meses. A TAP-ME é especializada em manutenção de aeronaves, e atua em separado da companhia aérea de mesmo nome.

Conforme Paulo, a TAP-ME recebeu recursos do BNDES para se instalar no Brasil e, por conta disso, precisa ter “responsabilidade social” quando das demissões. No caso da unidade de Porto Alegre, Paulo relata que os trabalhadores não tiveram nem mesmo a possibilidade de aderir a um Plano de Demissão Voluntária (PDV). De setembro até o fim do ano passado, pelo menos 300 pessoas foram desligadas da TAP-ME.




A empresa incorporou as funções do antigo setor de manutenção e engenharia da Varig, inclusive agregando funcionários. Também de acordo com representantes dos trabalhadores, nos últimos meses o número de demissões voltou a aumentar, gerando a manifestação que culminou na suspensão dos empregados, que nesse período não recebem salário.

Acionada, a assessoria de imprensa da TAP-ME informou, em nota, “ter realizado a suspensão de funcionários após a divulgação de notícias inverídicas sobre a companhia”. A empresa esclarece, ainda, que garante o direito à manifestação, mas repudia a propagação de informações falsas que coloquem em risco a imagem dela e dos clientes. (Rádio Guaíba)



Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade