Prefeitura diz que obras no Largo dos Açorianos serão concluídas neste mês – Porto Alegre 24 horas

Prefeitura diz que obras no Largo dos Açorianos serão concluídas neste mês

O cartão postal é um dos lugares mais históricos de Porto Alegre
Foto: Reprodução | Band RS

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

As obras de revitalização do Largo dos Açorianos, no Centro Histórico de Porto Alegre, devem ser concluídas até o final deste mês. A previsão foi divulgada pela prefeitura. Há mais de três anos, a área é frequentada apenas por trabalhadores e máquinas. Enquanto isso, parte da cultura da cidade fica reclusa a um espaço cercado por tapumes, resultando em muito descontentamento.

Provavelmente, você já deve ter passado pelo canteiro de obras, nas proximidades do viaduto da Borges de Medeiros, sem se dar conta da importância histórica da região. De um lado, é possível se deparar com um monumento que homenageia os casais açorianos que colonizaram a capital gaúcha há mais de 200 anos. Do outro, há uma ponte de pedra erguida logo após a Guerra dos Farrapos para facilitar a travessia do Arroio Dilúvio, que, na época, passava pelo ponto.

A museóloga e professora da UFRGS, Zita Rosane Possamai, comenta que a área, hoje em obras, representa um momento muito importante de Porto Alegre.

“Bastante interessante pra se ver o evolução urbana da cidade. Se a gente pensar que antes passava ali o Arroio Dilúvio, e que era justamente uma forma de acesso da Zona Sul para o Centro, a gente tem que pensar que não havia a Borges de Medeiros. Esses traços que permanecem na cidade com patrimônio histórico é muito importante pra se ver como era no passado a cidade e como ela é hoje. Isso contribui não só pra ver de um modo crítico o passado mas também pensar a cidade que nós queremos para o futuro”.
[in_article]
As obras tiveram início em 2016, começando pela revitalização do monumento e da ponte de pedra. A etapa atual inclui instalação de arquibancadas, plantio de grama, pavimentação, iluminação e hidráulica. O investimento de recursos públicos chega aos 5 milhões de reais, 15% mais caro do que o previsto inicialmente.

Diante de mais uma previsão de término dos trabalhos, a população segue no aguardo. (Jônatha Bittencourt | Band)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade