Covid-19: divulgados dados do monitoramento nas escolas de Porto Alegre

Covid-19: divulgados dados do monitoramento nas escolas de Porto Alegre

Informações são de responsabilidade das secretarias municipais de Saúde e de Educação.
Alex Rocha/PMPA

Compartilhe esta notícia

Dados do monitoramento nas escolas de Porto Alegre em relação ao coronavírus foram publicados nesta segunda-feira (9) na edição semanal do boletim. No total, 13.953 alunos, 2.807 professores e 3.026 funcionários integraram atividades presenciais até 31 de outubro. O documento mostra que 262 instituições de ensino preencheram o formulário e reportaram a investigação de 271 funcionários, 250 alunos e 208 professores com testes para verificar a presença de Covid-19.

Desses totais, 425 testes tiveram resultado negativo, 41 positivo (dos quais 19 professores, 12 alunos e 11 funcionários), 77 estão em investigação e houve 93 recusas de coleta, quando a escola não tem autorização formal dos responsáveis para coletar no local. Nesses casos, a coleta é feita em qualquer posto da rede municipal ou os alunos ficam afastados por dez dias. A proporção de casos confirmados sobre o total de pessoas em atividades presenciais é de 0,68% professores, 0,36% funcionários e 0,13% alunos.

As informações são de responsabilidade das secretarias municipais de Saúde (SMS) e de Educação (Smed), com base em formulário preenchido semanalmente pelas instituições de ensino, no monitoramento das equipes da saúde a partir da Central de Monitoramento das Escolas e da Vigilância Epidemiológica, além de bancos de dados do sistema de notificações.

Situação na Capital

A SMS (Secretaria Municipal de Saúde) registrou o total de 47.615 casos confirmados de pacientes com coronavírus em Porto Alegre até esta segunda-feira (9). Entre estes, 42.459 pessoas se recuperaram da doença e 1.345 morreram. Também foram registrados 127.581 casos negativos e outros 7.496 estão em análise.

Os serviços de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estavam, até às 20h, com 228 casos confirmados de Covid-19, um deles na pediatria. Há também 25 casos suspeitos de adultos e três infantis.

Fonte: O Sul

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade