Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

A partir dessa quarta-feira, 23, Porto Alegre está habilitada a receber antenas de sinal 5G nas placas de rua. A cidade será pioneira, no país, na difusão do sinal da quinta geração da internet. Um termo aditivo de contrato foi assinado nesta tarde entre a prefeitura e o Grupo Imobi para exploração de receita alternativa ao contrato de concessão dos toponímicos, mediante a instalação de estações transmissoras de radiocomunicação (ETRs) de pequeno porte ou small cells, como são chamadas. Com a autorização, as empresas de telefonia já podem contar com os conjuntos do mobiliário urbano para instalação da nova tecnologia e também expansão do sinal 4G. De toda renda gerada para utilização do espaço para a instalação dessas antenas, 15% entrarão para os cofres do município.

“Esse é mais um legado para Porto Alegre em que avançamos em serviço para a população com investimento 100% privado, mas também em geração de renda para a cidade, através das parcerias público-privadas” – prefeito Nelson Marchezan Júnior.

No total, Porto Alegre terá disponível para as empresas de telefonia 42 mil pontos em que as antenas poderão ser instaladas. “É uma satisfação fazer parte desta transformação que ocorrerá na cidade, principalmente porque nosso mobiliário urbano, no caso as placas de rua, além de ter sido um projeto inédito, agora é parte importante nesta transformação tecnológica ao estar habilitado para receber as antenas transmissoras . Pode-se dizer que Porto Alegre é a primeira cidade 100% preparada para a tecnologia 5G”, conclui Marcelo Gazen, secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana.

“Desde 2018, com os avanços permitidos pela nova legislação municipal sobre ETRs, temos preparado a nossa cidade para receber a tecnologia 5G. A instalação de antenas também nas placas de ruas é mais um passo para que se possa qualificar a estrutura e melhorar o sinal que chega para a população”, avalia o secretário do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, Germano Bremm. “Estamos otimistas que, com essa autorização, as empresas de telefonia nos buscarão rapidamente e devemos ter, já no início do próximo ano, a instalação das primeiras antenas nas placas de rua de Porto Alegre”, comemora Daniel Costa, sócio-diretor do Grupo Imobi.

Vencedor do edital de concessão dos toponímicos de Porto Alegre, o Grupo Imobi se tornou responsável pela instalação e manutenção do mobiliário pelos próximos 20 anos. Até o momento, já são mais de 2.600 conjuntos de placas instalados pela empresa.

5G em Porto Alegre

Com a criação da chamada Lei das Antenas (Nº 838/2018), a Capital gaúcha se transformou em uma referência nacional no licenciamento de ETRs, abrindo caminho para a tecnologia 5G. A partir da adoção do modelo de autolicenciamento, foi possível reduzir o prazo de tramitação de dois anos para apenas um dia, acabando com a demanda represada e permitindo a expansão da estrutura de antenas. Não por acaso, Porto Alegre conquistou em 2019 e em 2020, entre todas das capitais brasileiras, o primeiro lugar no ranking Cidades Amigas da Internet, da Associação Brasileira de Telecomunicações. (PMPA)