Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Nesta quarta-feira, 20 de janeiro, a Caixa Econômica Federal realiza mais uma liberação de saques e transferências das últimas parcelas do auxílio emergencial para quem nasceu em setembro e não está cadastrado no programa Bolsa Família.

De acordo com informações da Caixa, os trabalhadores já haviam recebido os dois últimos depósitos no aplicativo Caixa Tem nos últimos meses de 2020.

No ciclo 6, o último previsto, pode haver o pagamento de parcelas acumuladas para completar os cinco depósitos —o mínimo a que todo beneficiário tem direito.

Quem teve o cadastro aprovado em novembro, por exemplo, vai receber as cinco parcelas de uma só vez durante o último ciclo de pagamento, mas fica sem nenhuma parcela do auxílio extensão (de R$ 300).

Pagamento para o público geral

Os beneficiários que não estão no programa Bolsa Família conta com um cronograma diferente, uma vez que os pagamentos para o grupo são feitos por meio de ciclos. A cada ciclo – são 6 no total -, todos recebem pelo menos uma parcela, independente de qual seja.

O calendário segue sendo feito por meio de duas etapas:

– Na primeira parte, o dinheiro será depositado por meio da poupança digital e ficará liberado somente para pagamentos via Caixa Tem.
– Na segunda parte, o auxílio é liberado para saques e transferências.

Vale destacar que as datas dos saques e transferências dos ciclos 5 e 6 são as mesmas, ou seja, o beneficiário poderá sacar ou transferir todo o dinheiro que sobrou das últimas parcelas do auxílio.

Ciclos

O Governo manteve a forma de pagamentos por meio de ciclos. Para isso, as datas foram reorganizadas.

Todos os beneficiários recebem uma nova parcela (seja de R$ 600 ou de R$ 300), conforme o mês de aniversário do beneficiário. (Jornal Contábil)