Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Do Sul21

O deputado estadual Luiz Fernando Mainardi (PT) protocolará um projeto de lei na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul para alterar o trecho considerado racista pelo movimento social negro do estado. Segundo o parlamentar, o projeto já está pronto e deve ser protocolado no início de fevereiro. Na nova versão, a única alteração é no verso “povo que não tem virtude acaba por ser escravo”, que passaria a ser “povo que não tem virtude acaba por escravizar”.

O projeto de Mainardi é inspirado no protesto que a bancada negra da Câmara de Vereadores de Porto Alegre realizou no dia da posse na nova legislatura, recusando-se a levantar para a execução do hino riograndense. A proposta é a mesma feita pela vereadora Laura Sito (PT) que, em 2017, ao assumir como suplente, fez um pedido de indicação para que a Câmara Municipal enviasse um documento para a Assembleia Legislativa sugerindo a mudança. Na época, o pedido foi negado por um parecer feito pela vereadora Comandante Nádia (ex-MDB, atual DEM).