Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Agentes da Ronda Ostensiva Municipal (Romu) e fiscais da Secretaria de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade fiscalizaram o descarte irregular de lixo, na manhã desta segunda-feira, 11, na Vila Dique, atrás do Aeroporto Salgado Filho, na Zona Norte. Na avenida Severo Dullius, foram identificados dois pontos de irregularidades. Em um deles, um caminhão da empresa Sul Terra descarregava areia e terra em um terreno e, em outro ponto da avenida, uma caçamba de propriedade da empresa Tele Entulho Silveira Ltda. largava material de construção civil dentro do dique do sistema de bacias de contenção do aeroporto.

As empresas foram autuadas e estarão sujeitas ao pagamento de multas que variam de R$ 5 mil a R$ 50 milhões. O caminhão e a caçamba foram recolhidos com escolta da Romu ao pátio das empresas, onde ficarão em regime de depositário fiel.

O secretário municipal de Segurança, coronel Mario Ikeda, salienta que, mesmo os pequenos descartes em locais inadequados, prejudicam a cidade. “Pedimos a cooperação da nossa população para conservar os espaços públicos”, afirma.

A operação foi acompanhada de perto pelo presidente da Associação dos Moradores da Vila Dique, Valmir de Mattos, e por moradores, que apoiaram a ação da prefeitura. “Estamos de acordo com essa fiscalização ambiental e apoiaremos todas as ações que forem feitas para evitar acúmulo de lixo no entorno das nossas moradias”, disse o líder comunitário.

O comandante da Guarda Municipal, Marcelo Nascimento, destaca que o poder público está atento e pronto para atender às demandas da população e alerta: “Não vamos parar por aqui”.