Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Em um caso intrigante, o jovem Jaime, responsável por trancar a família dentro da própria casa e atear fogo nos familiares, está sendo investigado pelas autoridades.

A polícia foi acionada para um incêndio na cidade de Tunas, no Rio Grande do Sul. Ao chegar no local, agentes descobriram que apenas Jaime tinha sobrevivido.

Durante a investigação, as autoridades encontraram vestígios de combustível, mostrando que o incêndio havia sido criminoso.

Segundo a Record TV, após atear fogo na residência, Jaime foi até uma boate que costumava frequentar. No local, algumas pessoas informaram que ele estava cheirando a Diesel.

As autoridades começaram a suspeitar do jovem após achar estranho a atitude do suspeito. A investigação aponta que Jaime tentou usar a boate como álibi.

A delegada responsável por comandar o caso afirmou que Jaime estava no velório dos pais e da irmã, quando foi chamado para o interrogatório e confessou o crime. Em seu depoimento, o acusado afirmou ter sido autodefesa. Porém, a delegada suspeita que o motivo tenha sido a herança da família, já que, com o nascimento da irmã mais nova do rapaz, os bens da família seriam passados para o nome dela. (IstoÉ)