Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

O ex-A Fazenda Cartolouco decidiu compartilhar uma mensagem que mandou para Nego Di, eliminado desta semana do BBB 2021, da Globo. O humorista, cabe lembrar, foi eliminado do programa com recorde histórico de rejeição, 98,76% dos votos.

O jornalista, então, contou em seu Instagram que até votou para o brother ser eliminado, que ele errou, mas “ninguém merece sofrer o que ele tá sofrendo”.

Em seguida, ele postou a mensagem de apoio que mandou para Nego Di: “Estou te mandando essa mensagem porque não deve estar fácil. A gente sonha sair querido, amado, de um reality. A gente faz coisas que às vezes nem acredita. Palavras que a gente nem pensava daquele jeito e um país se vira contra nós. Faz parte”.

“Fique com a sua família. Eles sempre estarão com você. São os únicos que se importam. Use a situação para melhorar, assim como todos nós devemos fazer na vida”, declarou o ex-Globo.

Ontem (17), no Mais Você, o ex-BBB desabafou: “Ver amigos te virando as costas e artistas que você era fã vibrando, fazendo campanha, fazendo ameaças. Meu filho, hoje, não pode ir para a escola por causa disso. As pessoas não sabem o quão cruel a internet pode ser”.

“A gente erra a todo momento aqui fora, mas não temos câmeras aqui. Reconheço que errei para caramba, mas não sou esse mal caráter que as pessoas falam”, completou ele.

Ainda na atração, o comediante disse: “Aquilo [o BBB] é um reflexo da sociedade, a gente se sente acolhido por determinados grupos. Um humorista gaúcho negro com outros artistas negros, me sentia feliz de estar acolhido, ver o Projota perto de mim. Via dessa maneira”.

“Mas sexta-feira foi o pior dia, falava se não era suficiente minha trajetória ali. Sentia que parecia que as pessoas queriam me expelir, igual na escola, fui o único negro, e as pessoas queriam me expelir”, ressaltou ele.

Sobre a sua saída, Nego Di reagiu: “É um baque, eu pensava que tivesse a possibilidade de ficar ou sair, mas não pensava que fosse tanto. Quando a gente tá lá dentro não tem noção de nada. Estão acontecendo outras conversas, atritos, em outras partes da casa. A gente fica meio cego. Foi um choque”. (RD1)