Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Do Sul21

O Rio Grande do Sul atingiu nesta quinta-feira (18) número recorde de pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) com diagnóstico positivo para covid-19. De acordo com o painel de monitoramento do governo do Estado, são 989 casos confirmados e outros 172 suspeitos. O recorde anterior havia sido atingido em 25 de dezembro, com 986 pacientes em UTIs dos RS.

A Secretaria Estadual de Saúde também informou a confirmação, nas últimas 24 horas, de 130 óbitos associados ao coronavírus no Rio Grande do Sul. Com a atualização, o Estado chega à marca de 11.609 mortes relacionadas à doença. Nem todos os óbitos confirmados hoje, no entanto, são recentes. De acordo com a SES, 12 são de datas anteriores a fevereiro. Os demais 118 ocorreram entre os dias 2 e 18 deste mês.

A secretaria também registrou 4.461 novos casos de covid-19. O RS se aproxima de 600 mil infectados pela doença desde o início da pandemia, em março do ano passado.

Em Porto Alegre, a taxa de ocupação das UTIs está em 92,53%, com 319 pacientes que testaram positivo para covid-19 e outros 52 com suspeita de contaminação.

Novos leitos

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre anunciou hoje que disponibilizará, a partir desta sexta-feira (19), mais sete leitos de CTI e seis de enfermaria para atender a casos suspeitos ou confirmados de infecção por coronavírus. Com a novas unidades, a instituição contará com 46 leitos de enfermaria e 94 leitos críticos dedicados a esses pacientes. Hoje a instituição encontra-se com a Emergência Covid lotada e as demais áreas em seu limite.

Em entrevista na quarta-feira, o médico Eduardo Sprinz, chefe do Serviço de Infectologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e responsável pelos testes clínicos na instituição da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca, alertou para a situação da pandemia no Estado. “A sociedade está em xeque total. Estamos à beira do colapso nos próximos dias”, disse ele.