Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Um vendedor de carros foi acusado de tentativa de assassinato após ter supostamente contaminado o copo do seu chefe, Ibrahim Unverdi, com a saliva de uma pessoa contaminada pelo novo coronavírus. Ramazan Cimen teria comprado a saliva de uma pessoa com sintomas da Covid-19 por £50 e misturado-a na bebida do proprietário da concessionária. No entanto, um outro funcionário da loja teria alertado a vítima da tentativa de transmissão da doença a tempo. Unverdi alega que o funcionário tentou infectá-lo depois assumir que roubou dinheiro da concessionária para pagar uma dívida pessoal.

Desde a suposta tentativa de contaminar o copo com o novo coronavírus, Cimen estaria mandando mensagem ameaçadoras para o chefe, sendo que uma dizia: “Eu não pude te matar com o vírus. Eu vou atirar na sua cabeça na próxima vez”. Ao apresentar essas evidências, Unverdi passou a receber proteção policial. “Eu preferia que ele me matasse do que tentasse me infectar com o vírus. Minha mãe e meu pai tem doenças crônicas. Se ele me infectasse com a Covid-19, eu poderia ter infectado minha família e todos a minha volta. Pelo menos, se ele atirasse na minha cabeça, eu seria o único a morrer”, disse ao jornal local Hurriyet. Cimen ainda está sendo procurado pela polícia. (Jovem Pan)