Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Flavio Ilha | Extra Classe

O Centro Universitário Metodista (IPA), em Porto Alegre, anunciou o fechamento de 12 cursos de graduação nesta quinta-feira, 18, a poucos dias do reinício das aulas presenciais, marcado para a próxima segunda-feira, 22 , e às vésperas do Vestibular 2021, cujo edital oferece 840 vagas. A alegação da instituição é de que a medida é necessária “para a reestruturação de seu equilíbrio financeiro e a possibilidade de retomada do crescimento a partir da oferta de um número menor de cursos alinhados à sua trajetória histórica”. O Centro Universitário integra Rede Metodista, que vem passando por sucessivas mudanças administrativas e crises em várias unidades.

Os cursos fechados são engenharia civil, engenharia de computação, serviço social, comunicação (jornalismo e publicidade), fonoaudiologia, música, arquitetura, pedagogia, ciências contábeis, administração e design. O anúncio pegou de surpresa estudantes e professores, que foram comunicados por e-mail sobre os fechamentos. Há relatos de demissões de professores nos cursos fechados.

20% dos estudantes serão afetados

Segundo a instituição, 20% dos cerca de 1.700 alunos do IPA serão afetados pela medida – incluindo formandos. “Fomos pegos de surpresa, não tínhamos nenhuma indicação de que poderia haver uma medida drástica como essa. Foi terra arrasada”, relatou o estudante Lucas Gertz Monteiro, da diretoria do Centro Acadêmico do Serviço Social, que cursa o oitavo semestre.

Permanecem por enquanto os cursos vinculados à área da saúde (biomedicina, enfermagem, farmácia, fisioterapia, psicologia, educação física e nutrição) e direito e administração.

Em nota, o IPA justifica que a medida faz parte de “uma ampla revisão do seu portfólio de cursos na busca por fortalecer sua atuação, com ênfase na inovação e na sustentabilidade institucional, fortemente impactado pela pandemia da Covid-19”. Segundo a nota, poderá haver novos fechamentos. “A decisão é pela suspensão imediata de alguns cursos de graduação oferecidos pelo IPA”.

Os alunos matriculados e vinculados aos semestres em andamento dos cursos com supressão de turmas foram orientados a comparecer às suas unidades de ensino a partir da quarta-feira, 24, para receber instruções quanto às ações necessárias com vistas a atender plenamente o direito de cada estudante. O IPA informou que oferecerá alternativas para a conclusão dos seus estudos, “sem prejuízos acadêmicos e financeiros”.

De 40 a 50 professores demitidos

O diretor do Sinpro/RS Marcos Fuhr informou que o fechamento dos cursos deve provocar entre 40 e 50 demissões de professores. “Nossa preocupação é garantir aos docentes o pagamento das indenizações, das verbas rescisórias e salários pendentes de 2020”, disse o dirigente.

Os estudantes, por sua vez, marcaram para a próxima segunda-feira, 22, uma manifestação em frente à sede do Centro Universitário para protestar contra a decisão.

O reitor Marcos Wesley informou que o IPA retomará os investimentos em novos cursos “que atendam às demandas da sociedade tão logo o cenário econômico seja favorável”. As inscrições para o vestibular 2021/1 seguem abertas, assim como as transferências para os cursos mantidos.