Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Rio de Janeiro e Manaus já encaram como realidade a interrupção da vacinação nas cidades por falta do medicamento, e segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o cenário de imunização no Brasil é ruim.

Segundo apuração do analista da CNN Leandro Resende, a projeção da Fiocruz é que, caso se mantenha o atual ritmo de vacinação e disponibilidade de vacinas no Brasil, o processo de imunização em massa da população só vai terminar em 2024.

A afirmação do órgão vai contra a fala do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de que conseguirá vacinar toda a população do Brasil até o final de 2021.

Por conta da falta de vacina, a cidade do Rio de Janeiro já pediu ao Ministério da Saúde um cronograma do recebimento de mais doses e não recebeu resposta até esta sexta-feira (12). (CNN)