Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Pelo menos 15 pessoas com idades entre 60 e 80 anos morreram em decorrência de uma doença misteriosa na República Democrática do Congo, informaram nesta segunda-feira, 1, fontes oficiais.
Em entrevista à Agência AFP, o governador da província de Kwango, Jean-Marie Peti-Peti, disse que as mortes aconteceram em fevereiro e que há um mês a doença ainda não identificada assola a zona sanitária de Kasongo-Lunda.
Jean-Marie Peti-Peti explicou que antes de morrer, esses idosos apresentaram dores de cabeça, depois dores por todo o corpo, febre e complicações respiratórias.

O Instituto Nacional de Pesquisas Biomédicas do país tenta identificar qual doença estaria provocando os óbitos.
No momento, a cidade onde concentra os casos enfrenta, além da covid-19, uma epidemia de Chikungunya. O local faz fronteira com Angola e não possui uma boa infraestrutura de saúde.

Doença misteriosa na Índia
No fim do ano passado, a Índia também relatou casos de uma doença incialmente de causa desconhecida. Ao menos 600 pessoas apresentaram vômito, sensação de queimação nos olhos, desmaios e crises epiléticas, mas não houve morte.

Depois que exames laboratoriais foram feitos, descobriu-se que não se tratava de nenhum vírus ou bactéria, mas, sim, de contaminação por alto nível de níquel e chumbo no sangue.

Os casos aconteceram na cidade de Eluru, no estado de Andhra Pradesh, onde foi encontrado níquel em amostras de leite coletadas no local. Institutos indianos afirmam que a presença do metal está relacionada à ingestão de pesticidas pelo gado. O mais provável é que esses resíduos estejam na grama ou em outro alimento que os animais consomem.

Fonte: Catracalivre