Ernesto Araújo pede demissão do Ministério das Relações Exteriores – Porto Alegre 24 horas

Ernesto Araújo pede demissão do Ministério das Relações Exteriores

Araújo assumiu o ministério no início do governo de Bolsonaro

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pediu demissão do cargo nesta segunda-feira (29). Ele avisou sobre a sua decisão a assessores próximos e apresentou o pedido para o presidente Jair Bolsonaro.

A saída do ministro ocorre após pressão de parlamentares, inclusive dos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Araújo é alvo de críticas pela condução da política externa brasileira, marcada pelo estreitamento nas relações com os Estados Unidos durante o governo de Donald Trump e embates com importantes parceiros comerciais, como a China.

A insatisfação com Araújo aumentou nos últimos meses após o Brasil enfrentar demora e atraso na entrega de vacinas e de insumos para a produção de imunizantes contra a Covid-19 produzidos justamente pela China, além da Índia.

A questão política foi apontada como entrave para a liberação mais ágil das vacinas e dos insumos. O agora ex-ministro negou que essa tivesse sido a causa do problema.

Araújo iniciou a carreira no Itamaraty em 1991. Ele chegou ao topo da hierarquia diplomática em junho de 2018, quando foi promovido a embaixador. Já atuou nas embaixadas do Brasil em Washington (EUA) e Ottawa (Canadá). Araújo assumiu o Ministério das Relações Exteriores no início do governo de Jair Bolsonaro.

O Sul

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade