Hospital de campanha de Porto Alegre começa a receber pacientes nesta sexta-feira – Porto Alegre 24 horas
Foto: Mateus Raugust/PMPA

Hospital de campanha de Porto Alegre começa a receber pacientes nesta sexta-feira

Estrutura foi montada pelo Exército e deve desafogar a emergência do Hospital da Restinga

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O hospital de campanha começa a receber pacientes a partir das 7h30h desta sexta-feira, 19. A estrutura, montada pelo Comando Militar do Sul, atenderá pessoas que estão no Hospital Restinga e Extremo-Sul (HRES) à espera de leitos, aliviando o fluxo da emergência. Nos últimos dias, as equipes técnicas trabalharam para concluir a rede de gases, instalações elétricas, hidráulicas, climatização e colocação dos equipamentos médicos.

“O Comando Militar do Sul tem sido um valioso parceiro nesta força-tarefa da capital contra a pandemia. O hospital de campanha é um reforço fundamental na nossa rede de atendimento diante de um cenário tão complicado”, afirma o secretário municipal de Saúde, Mauro Sparta. Ele destaca o apoio dado pelo Hospital Vila Nova, que administra o Hospital Restinga e Extremo-Sul.

Atuarão na nova unidade cerca de 60 profissionais do HRES, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. O hospital de campanha funcionará 24h como um anexo ao Hospital Restinga e terá à disposição as equipes médicas e toda a estrutura de tomografia, radiografia e outros serviços fundamentais para as emergências e UTIs.

“Esta reorganização dos pacientes para um novo ambiente bem equipado ajudará muito a melhorar o atendimento no hospital, que já vem sobrecarregado”, afirma o diretor do HRES, Paulo Scolari.

Estrutura – O hospital de campanha foi trazido para Porto Alegre por solicitação da prefeitura ao Comando Militar do Sul. A unidade estava instalada em Manaus, mas com a melhora do quadro na capital amazonense três módulos foram embarcados em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e trazidos para Capital gaúcha.

A estrutura de 144m2 é um equipamento militar projetado para oferecer tratamento médico intensivo em situações de combate. Na configuração montada junto ao Hospital Restinga, terá espaço para oito UTIs e 12 leitos clínicos. (PMPA)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade