Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

O soldado da BM (Brigada Militar) Jlhonatan Grendene Caverzan Maximovitz, 28 anos, foi morto por criminosos na tarde de sábado (06) em Erechim, no Norte do Rio Grande do Sul.

Ele foi atropelado em uma barreira policial ao abordar um Monza onde estavam dois bandidos que arremessaram objetos para dentro do presídio do município. O policial foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Os criminosos foram presos.

O soldado ingressou na BM em 16 de novembro de 2016 e estava lotado no 13º Batalhão de Polícia Militar de Erechim. Ele foi sepultado neste domingo (07) em Getúlio Vargas, sua cidade natal. A corporação e o governo do Estado lamentaram a morte.

“O soldado Maximovitz deixa a esposa. A SSP se solidariza com familiares e amigos do soldado neste momento de dor e destaca que as autoridades da segurança gaúcha não pouparão esforços para responsabilização dos criminosos, que já estão presos. O soldado tombou no cumprimento da missão de proteger com a própria vida a sociedade e a ele devemos nosso eterno respeito e gratidão”, afirmou a Secretaria da Segurança Pública em nota.