Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Folha do Mate

O triatleta Carlos Eduardo Kroth está diante de um novo desafio. Na quarta-feira da semana passada, dia 14, iniciou uma viagem com destino ao Rio de Janeiro. Ele saiu do Cristo Protetor, em Encantado. Terceiro sargento do Corpo de Bombeiros Militar de Venâncio Aires, Kroth está fazendo o percurso de bicicleta e, desde o sábado, 17, tem a companhia da esposa, que o encontrou na praia de Torres e seguirá em um veículo de apoio até a Cidade Maravilhosa. A intenção é finalizar o percurso de aproximadamente 1,5 mil quilômetros até a metade do mês de maio.

Kroth está em férias e partiu do Cristo Protetor, em Encantado, e pretende chegar até o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Triatleta e acostumado a desafios – já competiu até no Hawaí -, o bombeiro decidiu encarar esta jornada por causa das restrições sanitárias por conta da pandemia do novo coronavírus e a consequente falta de competições.

Dudu Kroth é conhecido por estar sempre correndo ou pedalando pelas ruas da Capital do Chimarrão. Ele fez o primeiro trajeto sozinho, até a praia de Torres, onde encontrou a esposa Marina e eles pararam para um momento muito esperado: conhecer o sexo do bebê que ela está esperando. No alto do morro na Praia da Guarita, um sinalizador rosa pôs fim ao mistério e mostrou que o casal terá uma menina, a Melissa.

Percurso do triatleta é de Encantado ao Rio de Janeiro

A intenção do casal é harmonizar a viagem com paradas em pontos turísticos. Dudu vai pedalar aproximadamente 150 quilômetros por dia. De Encantado ele foi até Caxias do Sul, onde passou a noite na casa de um amigo. Na quinta-feira, 15, pedalou até Canela e no dia seguinte passou por São Francisco de Paula, visitou os cânions dos Aparados da Serra e finalizou em Torres. Lá, além de rever a esposa, Kroth se encontrou com amigos e aproveitou para nadar no mar.

Este primeiro trajeto ele fez com sua Montain Bike. A partir de Torres, vai intercalar com uma bicicleta modelo Speed, levada até lá por sua esposa Marina. As bicicletas serão usadas de acordo com as condições da rodovia.

No domingo, 18, ele reiniciou a viagem e, ontem, iria pernoitar em uma pousada na Barra da Lagoa, em Florianópolis, em Santa Catarina. Hoje a intenção é pedalar até Balneário Camboriú. Kroth está usando uma câmera GoPro acoplada ao capacete e filmará toda a viagem.

O desafio no Monte Belo

No dia 6 de dezembro passado, Carlos Eduardo Kroth mostrou que gosta de desafios extremos. Ele inventou e denominou de ‘Desafio do amanhecer ao anoitecer’, uma prova que fez com sua bicicleta. Das 5h às 19h30min, ele subiu e desceu 30 vezes o morro do Monte Belo. Foram 14h30min pedalando, com paradas apenas para as necessidades fisiológicas. Uma equipe de apoio o auxiliou a fazer lanches rápidos e a consumir muita água.

Dudu Kroth, como é conhecido, estima que pedalou cerca de 125 quilômetros, o que significa ir de Venâncio a Porto Alegre. A diferença é que, no percurso, foram 30 subidas e outras 30 descidas em uma estrada de chão, com muita pedra solta. Sobre a altimetria, o triatleta fez uma comparação interessante. “Em cada subida eram 265 metros de altimetria. Isso representa cerca de 8 mil metros de altimetria em todo o percurso, pouco menos que a altura do monte Everest, o mais alto do mundo, que tem 8.848 metros”, observa Kroth