Foto: Reprodução

Pastor é processado por orar pela morte de Paulo Gustavo

As informações são do Congresso em Foco, do UOL.

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus de Alagoas, vai ser processado pelo crime de homofobia por diversas entidades LGBTQIA+ e grupos de direitos humanos após declarar que ora pela morte de Paulo Gustavo, que está internado há mais de um mês com a Covid-19.

“Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, disse o pastor nas redes sociais. A publicação foi apagada após pós a repercussão negativa.

“É urgente que crimes como estes, motivados por homofobia, sejam enquadrados da tipificação da LGBTfobia , na lei de combate ao racismo de n. 7.716/2018, e que punições mais rigorosas e severas sejam tomadas contra condutas homofóbicas e atos discriminatórios como o em questão”, diz a nota assinada pelas entidades