Confirmação de dengue autóctone provoca aplicação de inseticida na Zona Norte de Porto Alegre

Confirmação de dengue autóctone provoca aplicação de inseticida na Zona Norte de Porto Alegre

A intenção é diminuir o risco de transmissão viral da dengue na região
Foto: Cristine Rochol/PMPA

Compartilhe esta notícia

Depois da confirmação de casos autóctones de dengue, ou seja, casos contraídos na própria localidade, a Secretaria Municipal de Saúde realizará operação de bloqueio químico, com aplicação de inseticida, na Vila Santo André, no bairro Humaitá, na zona Norte de Porto Alegre, nesta segunda-feira (03), a partir das 9 horas.

A ação contará com a participação da Vigilância em Saúde, Atenção Primária à Saúde (equipes da Unidade de Saúde Farrapos) e representantes da empresa contratada pela prefeitura para aplicação do inseticida.

A intenção é diminuir o risco de transmissão viral da dengue na região, através da diminuição da população de mosquitos Aedes aegypti adultos na comunidade. A dengue é doença transmitida pela picada da fêmea do mosquito. Como a comunidade da Vila Santo André tem na reciclagem uma fonte de renda, acúmulo de água parada nos resíduos é comum no local.

“O inseticida serve para diminuir a densidade da população de mosquitos adultos, mas os ovos e larvas do Aedes aegypti não são afetados, por isso é importante eliminar também os criadouros do inseto”, destaca o gerente da Unidade de Vigilância Ambiental da SMS, Alex Lamas.

O Sul

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade