NEXU Science Communication/via REUTERS

Nova variante do coronavírus é descoberta no RJ

Mapeamento realizado em 57 municípios mostrou que a nova cepa já é a segunda mais prevalente no estado

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Da Catraca Livre

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) identificou uma nova variante do vírus do coronavírus em circulação no estado. Segundo a pasta, a nova cepa surgiu a partir de uma mutação na linhagem P.1, a variante conhecida por ter sido identificada pela primeira vez em Manaus e depois se espalhado pelo Amazonense e pelo Brasil.

Batizada de P.1.2, a nova variante foi identificada em 5,85% das 376 amostras submetidas a sequenciamento genético realizado pela secretaria entre os dias 24 de março e 16 de abril. Ainda não se sabe se essa nova cepa é mais transmissível que o vírus original, nem se provoca sintomas mais graves.

Com relação à P.1, já se sabe que ela possui uma carga viral mais alta e é, portanto, mais facilmente transmitida.

O mapeamento feito em 57 dos 92 municípios do Rio de Janeiro também serviu para mostrar que a linhagem P.1 está presente em todas as regiões e continua prevalente. Ela foi encontrada em 91,49% das amostras positivas analisadas.

A nova variante, contudo, já aparece na segunda posição, com 5,85%, à frente da B.1.1.7, do Reino Unido, presente em 2,13%. A P.2, linhagem que também foi detectada pela primeira vez no Rio de Janeiro, responde por 0,53% dos casos do estado.