Reprodução

Trabalhadores poderão ter passe livre nos ônibus de Porto Alegre

A medida também beneficiaria moradores da região metropolitana da Capital

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Da Agencia GBC

Os trabalhadores de Porto Alegre podem ter passe livre nos ônibus urbanos da Capital. A ideia é do secretário municipal de Mobilidade Urbana, Luiz Fernando Záchia que será levada ao prefeito, Sebastião Melo.

A isenção integra uma proposta de financiamento ao transporte público da Capital. Se for aplicada, a solução poderá reduzir o valor da passagem de ônibus para uma faixa entre R$ 2,50 e R$ 3,00 para o público em geral (para estudantes, entre R$ 1,25 e R$ 2,50). Ao mesmo tempo, os trabalhadores de carteira assinada teriam direito ao passe livre.

As empresas que, ao invés de comprarem o vale-transporte que tem custo mensal em média de R$ 240 por funcionários, passariam a pagar um valor por mês a Prefeitura, em torno de R$ 116. A diferença é que o pagamento incidiria sobre todos os empregados de carteira assinada, não apenas sobre os que usam o vale-transporte. Em contrapartida, os trabalhadores dessas empresas não pagariam a tarifa.

A medida beneficiaria moradores de Canoas, Cachoeirinha, Esteio, Nova Santa Rita e Sapucaia do Sul que trabalham em Porto Alegre. Ainda não há uma previsão de quando o assunto será discutido para se tornar lei.