Foto: Luciano Lanes | PMPA

Dmae executa uma série de intervenções para melhorar o abastecimento em 25 bairros de Porto Alegre

Após a conclusão dos serviços, a água não retorna de imediato, diferente da energia elétrica, que é quase instantânea

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) informa os serviços programados para esta quinta-feira, 8, para melhorar a qualidade do abastecimento de água na Capital. Será feita uma série de intervenções que possuem longa duração.

A partir das 8h, o abastecimento será interrompido para 25 bairros e a previsão de retorno será na madrugada de sexta-feira, 9, ou após esse prazo nas partes elevadas da rede. Seguem os bairros: Agronomia, Azenha, Belém Velho, Bom Jesus, Campo Novo, Cascata, Cavalhada, Ceitec, Cel. Aparício Borges, Cristal, Glória, Ipanema, Jardim Carvalho, Jardim Sabará, Lomba do Pinheiro, Medianeira, Nonoai, Partenon, Restinga, Santa Tereza, Santo Antônio, Teresópolis, Vila João Pessoa, Vila Nova e Vila São José.

Os serviços programados contemplam o entroncamento da adutora de 800 milímetros de diâmetro na entrada para o novo reservatório de água da Vila dos Sargentos; corte de rede e interligação de registro na avenida Joracy Camargo esquina da rua Dr. Leônidas Soares Machado e esquina da Araci de Azevedo José – vinculado à obra de substituição de redes de água na rua Gibran Khalil Gibran; conserto na adutora de sucção de 400 milímetros, que liga a Estação de Bombeamento Catumbi e o Reservatório Orfanatrófio; pela setorização do subsistema Cascatinha-Catumbi: interligações de redes em dois pontos da Estrada Cristiano Kraemer (esquinas da Trav. Oswaldo de Deus e Silva e da rua 5.062), além da instalação de registros no Beco do Paladino e na rua Romeu Samarani Ferreira esquina do Beco Dois (Loteamento Três Figueiras do Sul); e interligação de rede nova para um empreendimento na avenida Icaraí, 1.879.

Normalização e aspecto da água – Após a conclusão dos serviços, a água não retorna de imediato, diferente da energia elétrica, que é quase instantânea. Leva um tempo até os reservatórios das estações acumularem nível suficiente para então retomarem o bombeamento para a rede pública. O abastecimento pode demorar mais a normalizar nas partes elevadas e nas pontas da rede. Além disso, a pressão da água, ao retornar, pode desprender micropartículas inertes e não prejudiciais à saúde que eventualmente estejam nas paredes internas da canalização, alterando a transparência do líquido. Se isso ocorrer, solicite lavagem da rede ou do ramal predial pelo Fone 156, opção 2.