Força-tarefa será criada para definir regramento de bares e público no Moinhos de Vento – Porto Alegre 24 horas

Força-tarefa será criada para definir regramento de bares e público no Moinhos de Vento

O objetivo das partes envolvidas é encontrar soluções e alternativas para garantir o bom funcionamento das atividades econômicas.
Foto: Robson Da Silveira / PMPA

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Uma força-tarefa será criada para estabelecer as diretrizes de funcionamento de bares e público no bairro Moinhos de Vento. O objetivo é garantir o convívio harmônico na região, que vem sendo palco de aglomerações frequentemente aos finais de semana. A criação de uma equipe de trabalho foi definida durante a reunião realizada nesta terça-feira, 28, no Paço Municipal, com representantes do poder público, sociedade civil, comerciantes e moradores do bairro. As ações definidas pela força-tarefa também serão executadas em outros bairros e locais de aglomeração de público na Capital.

Durante encontro, o prefeito Sebastião Melo reiterou que a boa convivência passa pelo cumprimento de regras. Além disso, ele garantiu que os órgãos de segurança contam com total apoio político para execução da legislação vigente. “Estamos abertos ao diálogo para encontrarmos uma solução boa para todas as partes. Não vamos admitir que estas aglomerações, assim como ocorrem em outros pontos da cidade, virem palco para baderna. Vamos achar um equilíbrio e reforçar o cumprimento das regras de convivência”, afirmou Melo. O prefeito também mencionou a importância dos debates que já ocorrem na Câmara Municipal em torno deste tema.

Durante o encontro, que durou mais de duas horas, moradores, comerciantes, representantes de forcas de segurança e do Poder Legislativo e Executivo tiveram a oportunidade de relatar o atual cenário vivido no bairro, especificamente durante os finais de semana. “A ninguém interessa a cidade perder seus bairros mais valorizados. Vamos enfrentar essa aglomeração desregrada e, conjuntamente, encontrar soluções”, salientou o vice-prefeito Ricardo Gomes.

Na audiência, foram abordados temas como a regulamentação e atuação de ambulantes até a limitação de horários, passando pelo acumulo de lixo provocado pelas aglomerações, consumo de álcool por parte de adolescentes, regramento de casas noturnas, funcionamento ilegal de estabelecimentos e poluição sonora, culminando com o desrespeito das lei.

O objetivo das partes envolvidas é encontrar soluções e alternativas para garantir o bom funcionamento das atividades econômicas. Os participantes da reunião citaram exemplos do regramento editado para o funcionamento de bares e público na Cidade Baixa, que está em vigor desde 2018, em Porto Alegre. A possibilidade de se editar um texto para o Moinhos de Vento também foi discutida.

O superintendente regional da Polícia Federal no RS, delegado Aldronei Rodrigues, colocou o serviço de inteligência à disposição para auxiliar a Guarda Municipal e Brigada Militar nos trabalhos de integração dos órgãos de segurança. Para o promotor de Meio Ambiente do Ministério Público, Alexandre Saltz, a iniciativa da prefeitura em promover o encontro é fundamental para buscar soluções. Ele salientou que este debate deve ser estendido para todos os bairros da cidade.

Além de secretários municipais, Sebastião Melo ainda esteve acompanhado dos vereadores Lourdes Sprenger e Ramiro Rosário. Também participaram do encontro o comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel Fernando Gralha Nunes, a diretora do Departamento de Polícia Metropolitana, delegada Adriana Regina da Costa, além de representantes da sociedade civil.

PMPA

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade