Grávida, Andressa Urach é internada em hospital após descobrir infecção

Grávida, Andressa Urach é internada em hospital após descobrir infecção

Ela havia dado entrada em um hospital de Porto Alegre para fazer exames de rotina e foi surpreendida com a doença, precisando ser internada às pressas.
Foto: Reprodução / Instagram

Compartilhe esta notícia

Andressa Urach está grávida do seu segundo filho, fruto do casamento com Thiago Lopes, e acabou descobrindo que estava com infecção urinária forte.

Ela havia dado entrada em um hospital de Porto Alegre para fazer exames de rotina e foi surpreendida com a doença, precisando ser internada às pressas.

Após o diagnóstico, sua assessoria de imprensa afirmou que já estava tudo bem e que ela estava prestes a receber alta médica.

A notícia deixou muitos fãs apreensivos, já que, há cerca de seis anos, ela deu um susto em todos ao ficar em coma, vítima de uma infecção na perna.

Hoje, ela é mãe de Arthur, que já é adolescente, e declarou recentemente que gostaria de chamar seu novo filho de “Bolsonaro”, mas optou por “Léon”.

A ideia do novo nome foi dada pelo filho mais velho. Dias atrás, Andressa Urach enfrentou a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e moveu um processo para ter de volta os cerca de R$ 2 milhões que alega ter doado.

Segundo publicação do colunista Rogério Gentile, do UOL, a famosa pede que a instituição abra as contas para que se conheça, exatamente, a finalidade do dinheiro doado. O grupo, por sua vez, alega que a famosa agiu de má-fé.

Seu representante, entretanto, negou a acusação e afirmou que Andressa chegou a passar fome após doar todo o seu patrimônio.

“Queremos ver a boa-fé da igreja mostrando os livros contábeis como prova. Se mostrarem como prova, daí posso dizer que a minha cliente é de má-fé. Até então, ela é de boa-fé. Ela precisa trabalhar. As custas [com o processo] estão sendo parceladas e pagas. No momento em que entramos com a ação, ela não tinha o que comer”, disse o advogado Marco Mejia.

No pedido feito à Justiça, a igreja disse que a modelo tem condições de sobra de arcar com as próprias despesas e usou, para exemplificar, que ela usou um colar avaliado em R$ 20 mil no Miss Bumbum e um vestido de R$ 100 mil.

O defensor, então, rebateu a argumentação e disse que isso não prova que sua cliente não tenha passado por dificuldades.

“Efetivamente, ela é uma mulher que trabalha e foi trabalhando que conseguiu isso depois da ação proposta. O desafio está lançado: que a igreja prove a boa-fé, que abra os livros contábeis nesse processo. Boa-fé se prova com documentação para que todos possam ver o que representou o volume [de dinheiro] da Andressa Urach dentro do processo, e dentro da igreja ao menos naquele momento [em que ela participou como membro da instituição”], concluiu.

A assessoria de imprensa da IURD preferiu não se manifestar sobre o assunto.

Fonte: RD1

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade