Norovírus: cidades investigam surto que já infectou 2 mil pessoas; saiba quais são os sintomas – Porto Alegre 24 horas
Foto: Freepik

Norovírus: cidades investigam surto que já infectou 2 mil pessoas; saiba quais são os sintomas

Pelo menos 25 cidades gaúchas já confirmaram a ocorrência de surtos da doença

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), do Rio Grande do Sul, emitiu um alerta sobre a ocorrência de surtos de doença diarreica aguda em 25 cidades gaúchas. Em pelo menos nove delas foram diagnosticados casos de norovírus, com mais de 2 mil pessoas infectadas.

As cidades com mais casos confirmados são Bento Gonçalves e Santa Cruz do Sul.

O vírus causa gastroenterite viral e os sintomas incluem diarreia, vômito e dor abdominal. A via de transmissão principal é a água contaminada, alimentos manipulados por pessoas infectadas.

Para conter a transmissão, a principal orientação à população é o consumo de água somente de fontes seguras e tratadas, além de manter cuidados de higiene como a lavagem adequada das mãos antes das refeições ou após usar o banheiro.

O que é o norovírus?

De acordo com a Fiocruz, diferentemente de outros vírus causadores de gastroenterites (como o rotavírus), o norovírus afeta com frequência indivíduos adultos e é transmitido de pessoa para pessoa com facilidade.

Ele é capaz de permanecer em objetos e superfícies tocadas pela pessoa infectada.

Por muito tempo, os casos desse vírus eram associados a surtos em locais confinados ou de contato próximo, como navios, asilos, creches e ambientes hospitalares, por exemplo. Porém, segundo os virologistas, hoje a transmissão é amplamente distribuída e atinge pessoas em diversos locais.

Sintomas

No geral, os sintomas aparecem entre 1 e 2 dias depois da exposição ao vírus, mas podem ocorrer até no mesmo dia.

Além da diarreia, vômitos e dor estomacal, algumas pessoas podem apresentar um quadro febril com calafrios, dor de cabeça e cansaço.

Ainda não existe vacina para esse vírus. Um dos principais empecilhos para isso é a rápida evolução desse patógeno por mutação.

Como posso evitar a contaminação pelo norovírus?

  • Lave sempre as mãos com principalmente: depois de usar o banheiro, depois de trocar fraldas, antes de preparar alimentos e antes de se alimentar
  • Limpe e desinfete as superfícies imediatamente após vômito ou diarreia
  • Cozinhe bem os alimentos (principalmente frutos do mar)
  • Lave e/ou descasque frutas e legumes antes de ingeri-los
  • Fonte Catraca Livre

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade