De volta ao sítio, últimos reparos no Laçador devem durar mais dez dias

De volta ao sítio, últimos reparos no Laçador devem durar mais dez dias

O entorno do Sítio do Laçador também está em processo de revitalização.
Foto: Maria Ana Krack | PMPA

Compartilhe esta notícia

A estátua do Laçador retornou a seu sítio na avenida dos Estados, nesta terça-feira, 11, após quatro meses de restauro. A ação de recolocação de um dos maiores símbolos do Rio Grande do Sul foi acompanhada pelo prefeito em exercício, Ricardo Gomes, secretários, autoridades e integrantes do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). A iniciativa é uma parceria da Prefeitura de Porto Alegre por meio da Secretaria Municipal de Cultura e do Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS), com apoio da Lei de Incentivo à Cultura do RS.

Confira nossos perfis no Instagram, TwitterFacebook e Telegram e tenha acesso a todas nossas notícias.

Em seu lugar de origem, o Sítio do Laçador, o monumento deverá passar pelos últimos reparos que devem durar cerca de dez dias, período em que seguirá protegido pelo banner.

Além dos oitos integrantes da cavalaria do MTG que fizeram a escolta e da imprensa, estavam presentes a secretária da Cultura do Estado Beatriz Araújo, o secretário da Cultura de Porto Alegre Gunter Axt e a secretária municipal de parcerias Ana Pellini. O prefeito em exercício Ricardo Gomes manifestou contentamento com a entrega: “É o município cuidando de seus símbolos, preservando sua história e passando sua cultura para as próximas gerações. Estamos muito felizes de recolocar, no devido lugar, um grande monumento de Porto Alegre. Esperamos que a praça também se desenvolva, dando o devido protagonismo ao Laçador.”

O entorno do Sítio do Laçador também está em processo de revitalização. A prefeitura, por meio da Secretaria de Parcerias, já lançou um edital para que empresas parceiras adotem o espaço, que deverá ter atrações culturais e de entretenimento e uma iluminação cênica que dê mais visibilidade à estátua.

O historiador e titular da pasta da Cultura Gunter Axt enfatizou a importância da obra do escultor pelotense Antônio Caringi: “O Laçador é um dos maiores símbolos dos gaúchos e muito importante para os porto-alegrenses. Além disso ele condensa uma eficaz parceria entre prefeitura, Sedac e Sinduscon-RS.”

O coordenador do Projeto Construção Cultural – Resgate do Patrimônio Histórico, Zalmir Chwartzmann, realçou a importância do restauro: “Recuperar o monumento mais importante do Rio Grande do Sul, é pessoalmente uma alegria enorme, uma experiência única. O Sinduscon acredita que bancar esses projetos de recuperação de patrimônio histórico é presentear a cidade nos seus 250 anos.”

O restauro faz parte do Projeto Construção Cultural – Resgate do Patrimônio Histórico, promovido pelo Sindicato dos Indústrias da Construção Civil no Estado do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS) e pela Associação Sul Riograndense da Construção Civil. O projeto tem patrocínio da Gerdau e da Sulgás e conta com o apoio da JOG Andaimes, Elevato, Ministério Público do Rio Grande do Sul e Phorbis Empreendimentos Imobiliários. (PMPA)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade