Vídeo mostra policial civil sendo humilhado por brigadianos no Centro de Porto Alegre – Porto Alegre 24 horas

Vídeo mostra policial civil sendo humilhado por brigadianos no Centro de Porto Alegre

Mesmo se identificando como Policial Civil, o escrivão foi algemado e levado para a delegacia.
Foto: Reprodução

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A Associação dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul (ASDEP) divulgou uma nota oficial para repudiar atos de covardia, abuso de autoridade, constrangimento ilegal e atos vexatórios ao qual um Policial Civil foi submetido por parte de soldados da Brigada Militar, na noite desta terça-feira, 11, no Centro de Porto Alegre. (Assista o vídeo abaixo)

Confira nossos perfis no Instagram, TwitterFacebook e Telegram e tenha acesso a todas nossas notícias.

Conforme a nota da ASDEP, o Escrivão de Polícia Cauê Reis Panatieri, desenvolvia discretamente sua missão constitucional quando de forma criminosa, desrespeitosa, intolerante, desqualificada e despreparada foi abordado por aproximadamente dez policiais militares, que mesmo advertidos de que se tratava de um policial civil, agiram covardemente de forma agressiva, humilhando e algemando o agente policial sem qualquer necessidade.

O escrivão, ao ser abordado, manifestou-se de forma cortês, tranquila e calma, informando aos policiais militares que era um colega da polícia civil, que estava armado e que sua documentação estava em seu veículo a poucos metros de distância. Diante da negativa injustificável dos brigadianos que atendiam a ocorrência, um transeunte levou a bolsa do policial até os militares, ocasião em que foi corrido do local como se bandido fosse.

Não satisfeitos, mesmo sem qualquer justificativa que pudesse legitimar seus atos, os brigadianos em pauta algemaram e derrubaram o policial civil, subjugando-o à força e levando-o sob escolta até o plantão da Polícia Civil, onde foi feito o registro do fato.

A ASDEP espera que as autoridades competentes, de ambas as instituições, já tenham instaurado um procedimento legal para apurar e responsabilizar exemplarmente os que agiram de forma criminosa, diminuindo e menosprezando a Polícia Civil como instituição e humilhando o escrivão de polícia.

A associação pede em nota o afastamento de todos os policiais militares envolvidos na ocorrência.

Assista o vídeo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade