Agência Nacional de Energia Elétrica autoriza doação definitiva de prédio da Usina do Gasômetro em Porto Alegre

Agência Nacional de Energia Elétrica autoriza doação definitiva de prédio da Usina do Gasômetro em Porto Alegre

O imóvel foi cedido à prefeitura pela Eletrobras em 1982.
Foto: Brayan Martins | PMPA

Compartilhe esta notícia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a doação definitiva do prédio da Usina do Gasômetro à Capital. Em reunião com a diretoria da agência nesta terça-feira (28), em Brasília (DF), o prefeito Sebastião Melo comemorou o despacho favorável para que o imóvel, cedido à prefeitura pela Eletrobras desde 1982, passe oficialmente a integrar o patrimônio municipal. “Restam apenas alguns detalhes burocráticos com a Secretaria do Patrimônio da União (SPU), mas é um passo muito importante dentro dos 250 anos de Porto Alegre para que este bem esteja escriturado no patrimônio da cidade”, disse.

Confira nossos perfis no Instagram, TwitterFacebook e Telegram e tenha acesso a todas nossas notícias.

Mais cedo, o prefeito se reuniu com integrantes da Secretaria do Tesouro Nacional para pedir celeridade na tramitação do empréstimo de R$ 60 milhões, via Banco do Brasil, para a recuperação de vias na Capital. Os recursos serão utilizados em serviços de recuperação de ruas já previstos, diagnóstico para serviços futuros e contratação de sistema de gerenciamento da malha viária.

Pela manhã, Melo reforçou ao ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, o pedido da destinação da antiga sede do INSS, na Travessa Mário Cinco Paus. A alienação do prédio à iniciativa privada é um importante passo para o embelezamento do Centro Histórico. “É um espaço que deixa a cidade mais feia e estamos pedindo ao governo federal que tome uma providência de alienar o prédio para que a iniciativa privada possa empreender neste local e embelezar o centro da cidade”.

Em fevereiro, ele encaminhou pedido para que o ministério avaliasse a venda ou permuta do imóvel à iniciativa privada, que deverá investir dentro das novas regras de revitalização aprovadas no Plano de Reabilitação do Centro Histórico. (O Sul)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade