Criança gruda olho com Super Bonder e precisa de cirurgia

Criança gruda olho com Super Bonder e precisa de cirurgia

Sofia Gabriele brincava em sua casa, no DF, quando pegou o pote de cola sobre a mesa
Foto: Arquivo Pessoal

Compartilhe esta notícia

Uma criança de 2 anos precisará ser submetida a uma cirurgia após colar um dos olhos com a cola Super Bonder enquanto brincava em casa. Segundo familiares de Sofia Gabriele, foi um “momento de desespero muito grande” quando se depararam com o incidente. O caso aconteceu na última quinta-feira (16), em Ceilândia, bairro do Distrito Federal.

De acordo com Lia Lucena, madrinha da menina, Sofia pegou o tubo da cola de cima da mesa e sujou-se com ela, grudando os dedos e o olho direito.

– Já colou o olho direito de imediato. Os dedos das mãos também ficaram todos grudados. Foi algo muito rápido (…). Foi um momento de desespero muito grande – relatou Lia, em entrevista ao portal G1.

A mãe da criança, Naiane de Souza, disse ao Metrópoles que iniciou os primeiros socorros lavando abundantemente a área afetada. Na sequência, ela levou a filha às pressas para o Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), onde foi orientada a seguir enxaguando os olhos da menina, desta vez com água morna e Coca-Cola.

– A orientação foi que a gente passasse refrigerante nos olhos e nas mãos dela e fizesse compressa com água morna. Passamos o produto nas mãos e os dedos descolaram, mas a gente não ia aplicar nos olhos. Não íamos arriscar causar um problema maior – completou Lia.

Sofia não apresentou melhora nos dias seguintes e foi novamente encaminhada a uma unidade de saúde, desta vez a um hospital particular. Naiane contou que o médico que atendeu a menina não deu a devida atenção, dizendo que “nada poderia ser feito” e fazendo “pouco caso” da situação.

Ao retornar ao Hospital de Base, nesta segunda-feira (20), a família foi orientada a amarrar a criança e tentar cortar os cílios.

– Uma moça sugeriu amarrar a criança para cortar os cílios. Disse que não tinha sala desocupada para cirurgia, porque ela precisa ficar sedada. Como vamos permitir amarrar a criança? E se fura o olho dela? Até onde vimos, a cola está dura nos cílios, parece ser um procedimento simples, mas estamos com medo e aguardando as próximas orientações. Estamos à mercê. É muito descaso e despreparo desse pessoal – disse Lia.

Ao tomar conhecimento do caso, o oftalmologista pediatra Tiago Ribeiro, da clínica Visão Hospital de Olhos, se propôs a realizar a cirurgia em Sofia gratuitamente.

Ele destacou a importância de deixar objetos do tipo fora do alcance das crianças e orientou que, em caso de acidentes, deve-se lavar os olhos e ir a uma clínica especializada, pois “pode ficar resíduos na parte interna dos olhos, o que pode resultar em lesões na córnea”.

Fonte:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade