Brasileiro é preso com drogas na Indonésia

Brasileiro é preso com drogas na Indonésia

Outros dois estrangeiros também foram pegos pela polícia
Foto: Reprodução

Compartilhe esta notícia

Três estrangeiro, entre eles um brasileiro, foram presos em Bali, na Indonésia, suspeitos de envolvimento com drogas. De acordo com a Agência Nacional de Narcotráficos da Província de Bali, eles forneciam cocaína para as aldeias Canggu, Seminyak e Badung Regency. O país é um dos mais rígidos em leis contra entorpecentes.

Confira nossos perfis no Instagram, TwitterFacebook e tenha acesso a todas nossas notícias.

O trio, que não teve a identidade revelada, foi preso há duas semanas em uma vila, mas a repercussão do caso ganhou a mídia local nesta sexta-feira. Segundo as autoridades, a prisão do brasileiro aconteceu depois que os agentes estiveram na casa dele e apreenderam as drogas. Os outros dois presos eram um mexicano e um britânico.

“Nós investigamos e descobrimos que está é uma rede internacional. Esses três são traficantes que usam quase 80 a 90 por centro de cocaína para fornecedores das áreas de Canggu e Seminyak”, disse o chefe da Divisão de Erradicação do BNNP Bali, Putu Agus Arjaya.

O trio foi identificado pelas autoridades apenas pelas siglas. No caso do brasileiro, PE. Ainda de acordo com as investigações, com os três estrangeiros a polícia encontrou aproximadamente 1kg de drogas em cada imóvel.

“A quantidade que conseguimos capturar foi de aproximadamente 1 kg. Os entorpecentes estavam com esses três estrangeiros. Havia cerca de 850 gramas de cocaína, além de metanfetamina e outras drogas. Então o total foi de aproximadamente 1kg, em três vilas, explicou Arjaya”.

Os três podem pegar uma pena mínima de cinco anos de prisão e pena máxima de morte. (iG)

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade