Jovens indianos estão bebendo ‘chá de camisinha’ para ficarem doidões

Jovens indianos estão bebendo ‘chá de camisinha’ para ficarem doidões

Adolescentes fervem o produto e consomem o líquido; especialistas alertam que ato pode prejudicar o sistema nervoso do corpo
Foto: Reprodução

Compartilhe esta notícia

Adolescentes indianos estão apostando em uma estratégia diferente para ficarem doidões. Eles estão fervendo camisinhas de sabor e bebendo a água como se fosse chá, relatou o canal da Índia News-18. A descoberta aconteceu porque, em decorrência do aumento significativo nas vendas de camisinhas de sabor em Durgapur desde meados de julho, um lojista curioso resolveu perguntar a um dos jovens o que estava acontecendo.

Confira nossos perfis no Instagram, TwitterFacebook e tenha acesso a todas nossas notícias.

Foi então que o menino respondeu que ele comprava camisinhas para se embriagar. Em entrevista a Vice, o pesquisador em química de polímeros, Uday an Basak, disse que, embora não haja uma comprovação científica sobre o assunto, é possível se drogar utilizando camisinha devido aos componentes presentes em sua fabricação. “Acredita-se que o etilenoglicol, um tipo de álcool, é produzido quando o poliuretano se decompõe após ferver os preservativos com sabor em água e mantendo-os de lado por seis a oito horas”, disse Basak.

Outros especialistas consultados pela News-18, disse que o consumo da substância pode causar uma sensação eufórica e alucinógena por alguns minutos, porém, eles alertam que também há efeitos adversos, como a intoxicação e o vício. A consultora de medicina interna em Calcutá, Joydeep Ghosh, disse a Vice que beber esta água de camisinha “pode causar intoxicação e dependência. Se consumido repetidamente, afetará negativamente os pulmões e os rins, além de prejudicar o sistema nervoso do corpo”, disse Ghosh, acrescentando que o efeito é igual ao de cheirar cola. (Jovem Pan)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade