Jovem é agredida e tem cabelo cortado com facão no RS
Foto: Pixabay

Jovem é agredida e tem cabelo cortado com facão no RS

Testemunhas auxiliaram os policiais fornecendo informações sobre as características do agressor

Compartilhe esta notícia

Nesta segunda-feira (13), um homem foi preso em Santo Antônio da Patrulha, no Litoral Norte do RS, após agredir sua ex-namorada. O incidente ocorreu na Rua Santo Antônio, no bairro Bom Princípio.

Conforme informações do portal Litoral na Rede, o agressor utilizou uma faca para cortar os cabelos da jovem de 21 anos, além de agredi-la fisicamente. O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) prestou socorro à vítima, encaminhando-a para atendimento médico.

Testemunhas auxiliaram os policiais fornecendo informações sobre as características do agressor, então os agentes deram inicio as buscas do suspeito, que foi localizado na Rua Coronel Francisco Borges de Lima, onde recebeu voz de prisão em flagrante.

Segundo a Brigada Militar, o agressor admitiu ter perpetrado as agressões contra a ex-namorada. A faca e os cabelos da vítima foram apreendidos pelos policiais. O detido foi encaminhado para exame de corpo de delito e posteriormente apresentado na delegacia da Polícia Civil.

Como denunciar violência doméstica

Os casos de violência doméstica que viram processos no Poder Judiciário começam em diferentes canais do sistema de justiça, como delegacias de polícia (comuns e voltadas à defesa da mulher), disque-denúncia, promotorias e defensorias públicas.

Disque 180
O Disque-Denúncia foi criado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM). A denúncia é anônima e gratuita, disponível 24 horas, em todo o país. Os casos recebidos pela central são encaminhados ao Ministério Público.

Disque 100
O serviço pode ser considerado como “pronto socorro” dos direitos humanos pois atende também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes, possibilitando o flagrante. O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.

As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular), bastando discar 100.

Polícia Militar (190)
A vítima ou a testemunha pode procurar uma delegacia comum, onde deve ter prioridade no atendimento ou mesmo pedir ajuda por meio do telefone 190. Nesse caso, vai uma viatura da Polícia Militar até o local. Havendo flagrante da ameaça ou agressão, o homem é levado à delegacia, registra-se a ocorrência, ouve-se a vítima e as testemunhas. Na audiência de custódia, o juiz decide se ele ficará preso ou será posto em liberdade.

Delegacia da Mulher
Um levantamento feito pelo portal Gênero e Número, mostra que existem apenas 21 delegacias especializadas no atendimento às mulheres com funcionamento 24 horas em todo o país. Dessas, só São Paulo e Rio de Janeiro possuem delegacias fora das capitais.

Cobertura do Porto Alegre 24 Horas

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Porto Alegre 24 Horas nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Tem também o nosso grupão do Telegram e no Whatsapp.

Siga o Porto Alegre 24 Horas no GOOGLE News!