Apontado em investigações da Polícia Civil como um dos líderes de uma facção criminosa no Rio Grande do Sul, Gustavo da Silva Deporte, o Queimado, 46 anos, foi executado a tiros na tarde de domingo (11) em Porto Alegre.

O crime aconteceu em um praça na Avenida Nestor Valdman, no bairro Jardim Itú, na Zona Norte. Foram disparados pelo menos 10 tiros de pistola calibre 9 milímetros. Conforme a polícia, Queimado estava acompanhado de uma criança de cinco anos. No momento dos tiros, ele soltou a mão da criança. A menina saiu correndo e foi protegida por uma moradora que estava na mesma praça.

Os disparos teriam sido efetuados por um homem que chegou ao local em um veículo branco – a polícia está tentando identificar o modelo. Ele teria descido do carro e atirado na direção de Queimado. Pelo menos seis disparos atingiram a vítima, que morreu no local. A suspeita é de que o crime esteja vinculado com disputas entre facções criminosas. (O Sul)