A polícia prendeu em Santa Catarina um homem que matou a ex-companheira com mais de 20 facadas e enterrou o corpo da mulher em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp





Um homem foi preso preventivamente pela Polícia Civil gaúcha no sábado (05), no município de Biguaçu, em Santa Catarina, por feminicídio e ocultação de cadáver. Os crimes ocorreram na quarta-feira (02), no bairro Sarandi, em Porto Alegre. A ação foi realizada por agentes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher da Capital gaúcha, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (07).

De acordo com a delegada Tatiana Barreira Bastos, a vítima, de 37 anos, era ex-companheira do criminoso e estava desaparecida desde que havia saído de casa para se encontrar com ele. “O indivíduo confessou a prática dos crimes, relatando que marcou o encontro com a vítima e levou em seu veículo duas facas, gasolina e uma pá que seriam utilizadas para matar e enterrar a mulher”, relatou a delegada.




O preso encontrou a ex-companheira próximo a um lixão e desferiu mais de 20 facadas no peito, no rosto e nas costas da vítima. “Após os golpes de faca, o indivíduo ateou fogo na mulher, que ainda estava viva, enterrou o corpo em um local de difícil acesso e fugiu em seu carro”, completou Tatiana.

Os crimes teriam ocorrido porque o assassino não aceitava o novo relacionamento que a vítima estava tendo. Uma das facas utilizadas pelo preso foi encontrada pela Polícia Civil em um matagal próximo ao local onde o corpo da vítima foi achado.

A polícia afirmou que a prisão faz parte das ações de combate aos crimes contra a vida que vêm ocorrendo no Rio Grande do Sul. De acordo com o chefe de Polícia, delegado Emerson Wendt, diminuir o número de homicídios no RS é prioridade da Polícia Civil.