Foto: Reprodução

Membros de facção criminosa são presos por duplo homicídio em boate de Porto Alegre

Crime, que aconteceu há dois anos, foi motivado pela disputa de pontos do tráfico

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta segunda-feira (09) uma operação contra organização criminosa apontada como responsável por um duplo homicídio em uma casa noturna de Porto Alegre, em 2018. Até o momento, cinco pessoas foram presas através do cumprimento de ordens judiciais em Cachoeirinha, Alvorada e Gravataí.

Segundo as investigações que deram origem à força-tarefa, batizada de “Conexão 2018”, os assassinatos cometidos em frente à boate foram motivados pela disputa de pontos do tráfico de drogas. Além dos dois mortos, outros quatro integrantes da facção rival atacada pela quadrilha alvo da operação ficaram feridos.

O grupo já era monitorado pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) em razão do suposto envolvimento com um roubo a uma empresa de segurança, também em Porto Alegre. Os suspeitos foram rastreados a partir do cruzamento do banco de dados do Deic com informações da 2ª Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa da Capital.

O caso

Os homicídios foram registrados em abril de 2018, em frente a uma casa noturna localizada na Avenida Sertório, na zona Norte de Porto Alegre. Uma das vítimas, de 36 anos de idade, era apontado como um dos líderes de uma das mais perigosas organizações criminosas do Rio Grande do Sul.

Um jovem de 19 anos, apontado como comparsa do alvo dos disparos, também perdeu a vida no ataque. Os atiradores estavam em um carro, de cor branca, que perseguiu o veículo usado pelos homens que saíam da festa, na madrugada. (O Sul)