Foto: Divulgação/Polícia Civil

Polícia Civil realiza operação visando apurar a prática de crimes contra a fé pública na Capital

Foram cumpridos três ordens judiciais de busca e apreensão expedidas em desfavor de familiares do preso e de dois advogados

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A Polícia Civil deflagrou, nesta segunda-feira (07), a terceira fase da Operação Avocat visando a apurar a prática de crimes contra a fé pública e de associação criminosa. A ofensiva é em decorrência da concessão de prisão domiciliar de um indivíduo com diversos registros policiais por homicídios, mediante apresentação de atestado médico falsificado em razão da pandemia causada pelo coronavírus.

Foram cumpridos três ordens judiciais de busca e apreensão expedidas em desfavor de familiares do preso e de dois advogados que ajuizaram o pedido de liberdade provisória do preso com fundamento em documento falso, todas em Porto Alegre.

Participam da operação 25 policiais civis além de representantes da OAB/RS, em atenção às prerrogativas dos advogados investigados. As ações desencadeadas visam a apreender material probatório destinado a robustecer os elementos de informação já existentes no bojo do inquérito policial. (O Sul)