Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Cinco suspeitos de participação no assalto à agência do Banco do Brasil que sitiou Criciúma (SC) foram presos, nesta quarta-feira (02), pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) do Rio Grande do Sul.

Conforme um comunicado da PRF gaúcha, as prisões – em número não divulgado – resultaram de duas ocorrências, uma delas em São Leopoldo, no Vale do Sinos, e outra em Passo de Torres (SC).

A corporação menciona estar “averiguando ligação com o ataque em Criciúma”. A PRF também esclarece que, “para não atrapalhar as investigações”, só vai divulgar detalhes após “alinhamento com os outros órgãos de segurança envolvidos”, provavelmente na manhã desta quinta.

A Polícia Militar de Santa Catarina informou que “segue internado na UTI, em observação” o soldado Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos, baleado gravemente em confronto com a quadrilha, que usou dez veículos de luxo e um caminhão para cometer o assalto.

Atingido no abdômen pelos tiros, o policial militar do 9º BPM passou por três cirurgias no Hospital Unimed de Criciúma, onde segue internado. Natural de Tubarão, ele está desde 2016 na corporação. (O Sul)