Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Da GBC

Uma mulher procurou a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Canoas para denunciar o marido. Ela se recusou a fazer sexo com ele, levou um soco na cara e acabou sendo estuprada.

Conforme a Polícia Civil, a vítima relatou que é casada há mais de 30 anos com o agressor. Ele não aceitou a negativa dela e agrediu para consumar o ato. Quando ficou sabendo que ela tinha procurado a delegacia, o homem ameaçou matá-la e, em seguida, se matar.

O criminoso foi preso em flagrante após a ameaça. A delegada Clarissa Demartini, titular da DEAM, enfatizou a importância de as mulheres procurarem ajuda o mais rápido possível. “O caso em questão chama a atenção pela idade avançada das partes envolvidas, ambos já idosos. É importante que familiares tenham um olhar atento, pois a violência doméstica pode estar inserida em todas as faixas etárias”.

Já o delegado regional Mário Souza, diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), esclareceu que o enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher é uma das prioridades da polícia. “Casos assim chocam pela brutalidade e precisam receber o tratamento adequado”.