Foto: Reprodução | Facebook

Saiba quem é a mulher que foi encontrada morta e esquartejada dentro de mala na região metropolitana

A faca usada para esquartejar ela, estava na mala

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Da GBC

Foi identificada como Gabriela Lima Santana de 21 anos a mulher encontrada morta dentro de uma mala em Canoas na última quarta-feira (24). O corpo foi encontrado dentro de um valão nas margens da BR-448, no bairro Rio Branco, por funcionários da Prefeitura.

Natural de Capão da Canoa, ela não tinha antecedentes criminais.

Esquartejada dentro de apartamento

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) suspeita que Gabriela pode ser a mulher esquartejada dentro de um apartamento no residencial Arlindo Krentz, no bairro Rio Branco, em Canoas. O crime ocorreu em fevereiro. Ele foi gravado e compartilhado nas redes sociais.

Para confirmar se é a mesma pessoa, a investigação aguarda o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP). Os peritos vão comparar o material genético do corpo, das facas que estavam nas malas, com o que foi coletado dentro do apartamento em que ocorreu o crime.

Corpo escondido na mala

A mala foi encontrada por funcionários da prefeitura que faziam uma limpeza em uma vala nas margens da BR-448, no mesmo bairro onde o crime aconteceu. Eles acionaram a Brigada Militar (BM) que isolou o local até a chegada da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O Instituto Geral de Perícias (IGP) abriu a mala e constatou que os restos mortais encontrados podem ser da mesma mulher que aparece na gravação do vídeo feita por dois criminosos já identificados. De acordo com o Inspetor Daniel Pinho, as facas utilizadas pela dupla estavam juntas com os pedaços do corpo. Elas foram encaminhadas para a perícia.

Agora, a Polícia Civil busca os criminosos responsáveis pelo esquartejamento que estão foragidos. A operação Gota D’Água deflagrada junto com a Brigada Militar (BM), no residencial, buscou os participantes do crime. Duas pessoas acabaram presas. Uma delas tentou fugir dos policiais por ser foragido.

Quem são os acusados do crime

O crime foi gravado e compartilhado nas redes sociais. Nas imagens obtidas pelos agentes de investigação da DHPP, José Ricardo Coutinho da Silva de 49 anos, aparece ao lado do corpo da vítima, dentro do banheiro do apartamento. Ele segura uma faca e sorri. Quem gravou tudo, foi o criminoso identificado como Roger Gabriel Fontes dos Santos de 23 anos. Ele tem antecedentes por tráfico de drogas.