Foto: Policia civil/Divulgação

Policia civil fecha fábrica clandestina de placas veiculares, que visava clonagem de veículos roubados na capital e região metropolitana

Três homens foram presos em flagrante pela prática de receptação, adulteração de sinais identificadores e associação criminosa

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Direto da redação:
A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes de Roubo de Veículos, DRV/DEIC, coordenada pelos Delegados Rafael Liedtke e Marco Guns, nessa terça-feira (25), deflagrou ação no município de Alvorada, visando combater associação criminosa especializada no cometimento de delitos de Receptação e de Adulteração de Sinais Identificadores Veiculares (falsificação de placas e tarjetas, e remarcações de chassi e vidros).

Após diligências investigativas apontarem o local (situado na Avenida Coronel Aparício Borges) como sendo uma fábrica clandestina de placas para a clonagem de veículos roubados em Porto Alegre e Região Metropolitana. Os policiais civis passaram a monitora-lo a fim de detectar o melhor momento para desencadear a ação policial.

Na oportunidade em que um homem chegava ao local conduzindo um veículo Honda Civic, cor preta, os agentes procederam à abordagem, imeditamente prendendo o indivíduo.

Ato contínuo, os policiais adentraram a residência, localizando num dos cômodos uma fábrica clandestina de confecção de placas veiculares (tanto o modelo Mercosul, como o antigo), tarjetas, remarcações de vidros e chassi, visando à integral clonagem dos veículos automotores.

Durante a ação, foram apreendidos duas motocicletas, o veículo Honda Civic, maconha, dezenas de placas e tarjetas falsificadas, pinos para adulteração das numerações de chassi e vidros, além de farto material e equipamentos utilizados para clonagem de veículos roubados. (Policia Civil-RS)