Idoso comete sequência de agressões contra esposa e é preso duas vezes nesta sexta-feira – Porto Alegre 24 horas
Policia, Brigada Militar

Idoso comete sequência de agressões contra esposa e é preso duas vezes nesta sexta-feira

Quando os policiais chegaram na residência, o agressor reagiu a prisão e disse que só sairia morto da casa
Foto: Divulgação/Internet

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Um homem de 63 anos foi preso duas vezes em menos de cinco horas durante esta sexta-feira (15), acusado de agredir a esposa no bairro Mariani, na Zona Oeste da cidade de Caxias do Sul.

O primeiro chamado ocorreu por volta das 9h, quando uma viatura foi acionada para ir até o local onde ocorreu a agressão. Ao chegar na residência, os policiais se depararam com a mulher de 52 anos lesionada e apresentando várias escoriações.

Para surpresa dos PM’s, antes da vítima começar a falar, a neta de quatro anos do casal, foi quem começou a relatar o que havia ocorrido.

Conforme testemunhas ela teria dito: “Policial eu vou te contar, o papai (como ela chama os avós), surrou a mamãe, ele sempre é bravo e briga com ela. Hoje ele bateu na cabeça, no peito dela e ela chorou.”

Após o relato da criança e também da vítima, os policiais prenderam o idoso, que foi conduzido até a Central de Polícia para registro da ocorrência. Chegando na delegacia, o acusado, com medo de ser preso, prometeu que iria pegar os pertences e ir embora caso ela não representasse contra ele.

Em razão da idade e da situação do acusado, a vítima resolveu acreditar e dar uma chance dele ir embora sem representar, entretanto, por volta de 14h, novamente pois o idoso invadiu a residência e estava fazendo novas ameaças a esposa, a Brigada Militar foi chamada, desta vez pelos vizinhos.

Quando os policiais chegaram na residência, o agressor reagiu a prisão e disse que só sairia morto da casa. Novamente ele foi preso e conduzido para a delegacia, onde a vítima confirmou o registro e solicitou a medida protetiva.

Ao final da ocorrência, a neta de 4 anos ficou feliz de ver os policiais e disse que já era amiga deles porque cuidavam da mamãe dela.
Fonte: Portal In Foco RS

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade