Laudo psicológico confirma que criança de 9 anos foi estuprada em pizzaria de Gravataí – Porto Alegre 24 horas

Laudo psicológico confirma que criança de 9 anos foi estuprada em pizzaria de Gravataí

De acordo com o documento, a criança está falando a verdade
Foto: Reprodução

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Gravataí, na Região Metropolitana, recebeu o laudo psicológico das crianças envolvidas no caso de estupro em uma pizzaria. O documento confirma a versão que as crianças contaram para à mãe de um deles. A informação é da Agencia GBC.

Segundo a reportagem, o laudo corrobora o relato de abuso feito pela criança de nove anos. A outra criança também confirma que o autor do crime é o garçom.

Para o portal Giro de Gravataí, a delegada Fernanda Generali, responsável pelo caso, informou que avalia a necessidade de ouvir o investigado novamente. A defesa dele foi procurada, mas não atendeu as ligações.

Relembre o caso

De acordo com a Brigada Militar (BM), a criança contou para os pais sobre o abuso após eles saírem do estabelecimento. Ela contou que quando foi ao banheiro, o funcionário entrou e o crime aconteceu.

A mãe da vítima conversou com o gerente que analisou as câmeras de segurança próximas aos banheiros e identificou o funcionário. Ele foi enquadrado em flagrante por estupro de vulnerável.

Segundo o portal Giro de Gravataí, o homem negou o crime. Ele relatou que, ao entrar no banheiro para terminar de se arrumar, viu os meninos se jogando água. Um deles, segundo o preso, estava urinando na pia. Para cessar com a ação das crianças, ele alegou que jogou água nos dois.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade