Foto: Alan Santos/PR

Em Porto Alegre, Bolsonaro diz que pandemia ‘está no finalzinho’ e Leite afirma confiar no governo federal para vacinação

Presidente posa ao lado de Sebastião Melo, Bibo Nunes e Onyx Lorenzoni.

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Do Sul21

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esteve em Porto Alegre nesta quinta-feira (10) para a inauguração do eixo principal da nova ponte do Guaíba. Em um momento extremamente grave da pandemia do novo coronavírus, em que não há consenso se o Brasil enfrenta uma segunda onda do vírus ou ainda nem conseguiu conter a primeira, o presidente afirmou que “estamos vivendo um finalzinho de pandemia” e que o seu governo, “levando-se em conta outros países do mundo, foi aquele que melhor se saiu, ou um dos que melhor se saíram no tocante à economia”.

O Brasil registra até agora quase 179 mil mortes em razão da covid-19 e 6,7 milhões de casos da doença. Só ontem, foram notificados pelo Ministério da Saúde 836 óbitos em razão do coronavírus no país.

A declaração de Bolsonaro se deu justamente ao comentar a alta exorbitante de preços de alimentos, como arroz e óleo de soja. O valor da cesta básica no país registrou alta de 35% nos últimos 12 meses, mas Bolsonaro considera que seu governo prestou “todos os apoios possíveis a estados e municípios. O auxílio emergencial foi diretamente na veia, diretamente na conta de 67 milhões de brasileiros, que precisavam realmente disso aí. Isso fez também movimentar a também economia de estados e municípios”, disse nesta quinta. Esse auxílio, no entanto, chega ao fim em dezembro, depois da já ter sido reduzido pela metade em outubro, sem perspectivas concretas de recrudescimento da pandemia ou de vacina disponível para a maior parte da população.

Leite confia na liderança do governo federal

O presidente foi recebido no aeroporto Salgado Filho pelo governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), e os dois conversaram reservadamente sobre o combate à covid-19. Leite disse que está confiante em relação à liderança do governo para coordenar um plano nacional de imunização de todos os brasileiros. “A manifestação do presidente, a manifestação do ministro [da Saúde, Eduardo Pazuello] me dão conforto e a segurança de que teremos, através deste programa, com a responsabilidade da certificação da Anvisa, da análise criteriosa dos processos para registro das vacina, a disponibilização para todos os brasileiros, o que será fundamental para que retomemos a nossa economia”, ressaltou o governador gaúcho em discurso na mesma solenidade.

Leite disse que confia no governo federal para conduzir um plano de vacinação. Foto: Alan Santos/PR

Um plano de vacinação nacional e simultâneo em todos os estados brasileiros foi tema essa semana de uma reunião de governadores de vários estados com o ministro da Saúde. O encontro ocorreu depois que o governador de São Paulo, João Dória anunciou que começaria a vacinação da população de São Paulo contra o novo coronavírus a partir de 25 de janeiro.

Entrega parcial

A nova ponte do Guaíba estava em obras há seis anos. Hoje a estrutura foi entregue parcialmente: os veículos poderão usar o vão principal da nova ponte. Três ramos da interseção com a freeway devem ser terminados no ano que vem, incluindo o que liga o centro de Porto Alegre ao município de Guaíba. Ainda na quinta, serão abertos ao tráfego mais 27,1 quilômetros de novas pistas duplicadas da BR-116, em Barra do Ribeiro, no km 330, sentido Interior-Capital.

Além de Eduardo Leite, estiveram ao lado de Bolsonaro na cerimônia outros políticos gaúchos como o futuro prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), o deputado federal Bibo Nunes (PSL), o senador Luis Carlos Heinze (PP) e o ministro Onyx Lorenzoni (DEM). A maioria não usava máscara de proteção.