Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Governador confirma 19 regiões em bandeira vermelha e proíbe festas e aglomerações

Leite anunciou novas restrições nesta segunda-feira (20)

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Luís Eduardo Gomes | Sul21

Em transmissão sobre a atualização do mapa definitivo da 30ª rodada do Distanciamento Controlado, o governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou uma série de medidas emergenciais para o enfrentamento da tendência de aumento de casos e internações por covid-19 no Rio Grande do Sul, que registra nesta segunda-feira 79,6% de ocupação de leitos de UTI. A principal mudança é que o governo volta a aplicar as regras mais rígidas de bandeira vermelha ao suspender o modelo que permitia que regiões com esta classificação de risco adotassem restrições da bandeira laranja.

A primeira medida é o reforço da campanha de comunicação “Natal Seguro”, que irá focar na importância dos protocolos e da fiscalização por parte de prefeituras, bem como irá desestimular festas e aglomerações no final de ano.

A segunda delas é o reforço do apoio do governo do Estado a fiscalização de protocolos, com a Brigada Militar passando a atuar na fiscalização e com a criação de um canal de denúncias para aglomerações.

A terceira é a suspensão de eventos e festas de encerramento de ano por prefeituras ou estabelecimentos privados, incluindo condomínios, bem como a suspensão do patrocínio e apoio a eventos do tipo por parte da empresas e órgãos públicos.

A quarta é o incentivo à restrição de reuniões privadas e familiares a um limite de até 10 pessoas, excluindo menores de 14 anos.

A quinta, e principal, medida é a suspensão temporária do modelo de cogestão do Distanciamento Controlado por parte dos municípios, o que permitia a adoção de restrições da bandeira laranja em casos de bandeira vermelha. Com isso, as restrições mais rígidas que eram adotadas antes da criação do modelo de cogestão voltam a ser aplicadas.

O governo também mudou algumas regras da bandeira vermelha. O comércio poderá ficar aberto até às 20h. Restaurantes, lancherias e bares poderão funcionar até às 22h, sem música ambiente, com limitação de grupos até um máximo de seis pessoas. Serviços de tele-entrega também serão limitados até às 23h. Eventos com música ao vivo ficam proibidos, bem como o funcionamento de teatros, cinemas e casas de show.

“Com os protocolos sendo seguidos no comércio, nós temos a convicção de que a gente consegue ter controle da disseminação do vírus no comércio. A gente entende que muito do contágio vem de festas, eventos e aglomeração de pessoas sem seguir protocolos, nos locais em que são mais difíceis os protocolos, quando as pessoas, sem o uso da máscara, porque estão bebendo, comendo, acabam, nessa confraternização, mais expostas e expondo mais os outros. E, no comércio, com o uso da máscara, com higienização, a gente consegue ter cuidados e protocolos que evitam ou que reduzem muito a possibilidade de contágio”, disse o governador.

Governador anunciou nova rodada de restrições | Fonte: Reprodução

Também passará a ser proibida a permanência das pessoas em locais abertos sem controle de público (ruas, praias, parques, praças, etc.), com exceção da circulação ou prática de exercícios físicos.

Fica vedada ainda a realização de eventos sociais (casamentos, festas, formaturas e aniversários), bem como o uso de áreas comuns em condomínios e clubes. “Lamento por quem já tinha feito esse tipo de programação, mas não é o momento para esse tipo de evento”, afirmou o governador. “Tem acontecido muitas ocorrências, muitos casos de reuniões de pessoas em que acaba, por ter alguém que está contaminado, havendo a contaminação de famílias inteiras em aglomerações dessa natureza. Naturalmente, são tipos de eventos em que as pessoas acabam se abraçando, confraternizando por longo período sem uso da máscara, com muito contato. É difícil de haver controle a gente precisa desse controle dos protocolos”.

Um novo decreto detalhando as mudanças será publicado até esta terça-feira (1º), já valendo a partir da data da publicação. Segundo o governador, elas terão validade por ao menos duas semanas e, após o fim do período, a necessidade de manutenção será reavaliada.

As novas mudanças não incluem a suspensão de atividades escolares presenciais.

30ª rodada do Distanciamento Controlado terá 19 regiões sob bandeira vermelha | Foto: Reprodução

Mapa das bandeiras

Na atualização preliminar de sexta-feira (27), o governo havia indicado que, pela primeira vez, todo Estado estaria sob bandeira vermelha para a 30ª rodada, que vigora entre os dias 2 e 8 de novembro. Contudo, nesta segunda, Leite comunicou foram aceitos dois dos 11 pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações regionai, das regiões de Cachoeira do Sul e Guaíba. Essas duas serão as únicas regiões que estarão sob bandeira laranja nesta semana.

Por outro lado, foram negados os pedidos das regiões de Capão da Canoa, Taquara, Santo Ângelo, Santa Rosa, Passo Fundo, Caxias do Sul, Santa Maria, Porto Alegre e Bagé, que ficarão sob bandeira vermelha, assim como as demais regiões que não contestaram a classificação do mapa preliminar.

Ao todo, 94,7% da população do Estado (10,7 milhões de pessoas) estará sob bandeira vermelha nesta rodada.