Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom | Agencia Brasil

Governo Bolsonaro confirma troca em seis ministérios

Jair Bolsonaro trocou seis ministros em um único dia.

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Em nota divulgada no início da noite desta segunda-feira (29), a Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações (Secom) confirmou que o presidente Jair Bolsonaro está promovendo trocas em seis ministérios, que serão publicadas no Diário Oficial.

A reforma ministerial começou ainda pela manhã, quando a imprensa passou a divulgar que o ministro Ernesto Araújo havia pedido demissão do comando das Relações Exteriores. Ele será substituído pelo embaixador Carlos Alberto Franco França, que chefiava a assessoria especial da Presidência.

A segunda troca ocorreu no ministério da Defesa. Titular da pasta até hoje, o general Fernando Azevedo e Silva pediu demissão e será substituído pelo general Walter Souza Braga Netto, que ocupava o cargo de ministro-chefe da Casa Civil.

No lugar de Braga Netto, assume a Casa Civil o também general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, que ocupava o cargo de ministro-chefe da Secretaria de Governo.

Para a Secretaria de Governo, Bolsonaro nomeou a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF), esposa do ex-governador José Roberto Arruda, que foi preso quando ocupava o cargo em 2010 pelo esquema de corrupção que ficou conhecido como o “mensalão do DEM”.

As últimas trocas ocorreram no ministério da Justiça e Segurança Pública e Advocacia-Geral da União. Na AGU, José Levi pediu demissão e será substituído por André Luiz de Almeida Mendonça, que já havia ocupado o cargo no início do governo Bolsonaro e estava atualmente na pasta da Justiça.

Mendonça será substituído no comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública por Anderson Gustavo Torres, que é delegado de Polícia Federal. (Sul21)