Foto: Reprodução | Twitter

“A população não entende mais nada”, diz prefeito de Porto Alegre sobre o Distanciamento Controlado

Sebastião Melo participou de uma reunião virtual da Famurs

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

“É hora de colocar a bola no centro do campo sobre o sistema de bandeiras do Rio Grande do Sul que administra a Covid. Até porque a população não entende mais nada”, declarou o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, em um vídeo divulgado nesta terça-feira (27) nas redes sociais.

“Nós já tínhamos dito na semana passada que o Rio Grande estava preparado para voltar à bandeira vermelha”, destacou Melo. As declarações foram dadas após a decisão do governador Eduardo Leite de alterar, por meio de decreto, de preta para vermelha a cor das bandeiras de todas as regiões no Mapa do Distanciamento Controlado gaúcho, suspendendo o modelo de cogestão.

A medida visa garantir o retorno das aulas presenciais na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental no Estado em meio a uma disputa judicial sobre o tema.

“Lugar de criança é na escola e na família”, afirmou o prefeito da Capital, que participou de uma reunião virtual da Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul) para avaliar os impactos da mudança para a bandeira vermelha e a suspensão da cogestão.

Na noite de segunda-feira (26), Melo comentou a decisão do Tribunal de Justiça do RS que proibiu o retorno das aulas presenciais no Estado durante a bandeira preta. “Mais uma vez, o Judiciário atuou pelo Executivo impedindo a retomada das aulas presenciais. No Brasil, a Justiça vem impedindo os administradores, eleitos pelo povo, de governar e encontrar saídas em meio à pandemia. Este imbróglio jurídico é reflexo da ineficácia do sistema de distanciamento adotado no RS”, escreveu o chefe do Executivo municipal nas redes sociais. (O Sul)