aula sala
Foto: Divulgação | Governo do Estado de São Paulo

Ministro da Educação afirma que governo monitora os danos causados aos alunos na pandemia

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse nesta quinta-feira, 3, que o governo está avaliando o tamanho do dano causado aos alunos após mais de um ano de escolas fechadas. O ministro afirmou que o MEC tem intensificado as ações para retomada do ensino o mais breve possível e defendeu o pleito do Movimento Escolas Abertas, pela volta das aulas presenciais. “É claro que, agora, nós vamos ter um rodízio, híbrido. Mas a educação precisa ser presencial. Volta às aulas já.” Ribeiro participou da live semanal do presidente Jair Bolsonaro e respondeu as perguntas da equipe do programa Pingos nos Is, da Jovem Pan.

Segundo Bolsonaro, as crianças brasileiras podem levar mais de dez anos para recuperar o tempo perdido. “Eu nunca defendi fechamento de escola, nunca. Muito pelo contrário. O número de jovens, crianças que perdem a vida para a Covid-19 é insignificante. Lógico, não queremos que nenhuma criança morra. Mas você condenar a ficar longe da educação dezenas de milhões de crianças é um absurdo.” Segundo um levantamento do Insper e do Instituo Unibanco, se nada for feito para minimizar o déficit de aprendizagem na pandemia da Covid-19, alunos do ensino médio podem terminar o ano sabendo 20% do que deveriam em português e regredir em matemática. (Jovem Pan)