Caso de assédio moral em Cachoeirinha é levado à Procuradoria da Mulher na Assembleia Legislativa
Search
Search
Foto: Divulgação

Caso de assédio moral em Cachoeirinha é levado à Procuradoria da Mulher na Assembleia Legislativa

Um documento que está sendo encaminhado à Casa do Povo

Compartilhe esta notícia

Um caso de assédio moral envolvendo uma professora da Secretaria Municipal de Educação em Cachoeirinha ganhou destaque após a denúncia feita por uma servidora. O vereador David Almansa Bernardo, Presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto e Lazer, manifestou seu apoio à vítima e está colaborando com as investigações.

 

A denúncia, formalizada na Comissão de Educação da Câmara de Vereadores, aponta assédio moral contra a professora, atribuindo o suposto assédio a um assessor coordenador do gabinete do prefeito e também da primeira dama. Em um depoimento à comissão, a servidora detalhou os eventos e expressou sua preocupação com a falta de ação em casos semelhantes.

 

Diante da gravidade da situação, a Comissão de Educação lavrou um documento que está sendo encaminhado à Procuradoria da Mulher na Assembleia Legislativa. O vereador destacou a importância da atuação desta procuradoria, que tem se dedicado ao combate ao assédio moral, especialmente no ambiente das repartições públicas.

 

A iniciativa de encaminhar o caso à Procuradoria da Mulher também atende a uma determinação do Ministério Público, que questionou quais medidas foram tomadas pela Câmara de Vereadores em relação a casos de assédio moral.

Cobertura do Porto Alegre 24 Horas

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Porto Alegre 24 Horas nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Tem também o nosso grupão do Telegram e no Whatsapp.

Siga o Porto Alegre 24 Horas no GOOGLE News!