Parceria entre prefeitura e Polícia Federal reforça cercamento eletrônico – Porto Alegre 24 horas

Parceria entre prefeitura e Polícia Federal reforça cercamento eletrônico

Integração de dados facilita ações de segurança
Foto: Lucas Rivas | PMPA

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A Secretaria Municipal de Segurança compartilhou com a Polícia Federal (PF), nesta quarta-feira, 30, o acesso aos dados do cercamento eletrônico de Porto Alegre, ampliando as ações de integração entre os órgãos. Com isso, a PF poderá acompanhar o monitoramento das 365 câmeras que compõem a rede de inteligência para auxiliar nos trabalhos de investigação. Os equipamentos ficam instalados em pontos estratégicos da cidade, vias internas e saídas do município, além de pardais e lombadas eletrônicas.

Mais de 1,2 milhão de placas são monitoradas, por dia, pela rede de câmeras. A prefeitura já disponibiliza os dados com a Brigada Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. “Esse compartilhamento de informações com a Polícia Federal amplia, ainda mais, a nossa rede de integração com os órgãos de segurança, que utilizam, cada vez mais, das ferramentas de inteligência para combater a criminalidade”, afirma o secretário municipal de Segurança, Mário Ikeda.

Caso seja constatada alguma irregularidade na leitura das placas, como registro de roubo, furto ou carro clonado, um sinal de alerta é emitido para que as equipes policiais mais próximas possam atender a ocorrência. Além de auxiliar na recuperação de carros roubados ou furtados, o cercamento eletrônico pode ser usado para monitorar o comportamento de criminosos. O sistema de cercamento foi desenvolvido pela Companhia de Processamento de Dados de Porto Alegre (Procempa).

Veículos recuperados – Desde a implementação do circuito de câmeras, em maio de 2018, as ocorrências de roubo e furto de veículos na Capital caíram aproximadamente 70% até setembro deste ano, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP/RS). Mais de 1,2 mil automóveis, rastreados com a ajuda do sistema, já foram recuperados em Porto Alegre.

Atualmente, a modalidade de rastrear veículos suspeitos, sob demanda do sistema, está aumentando e resultando na antecipação de ações e prisões de suspeitos. (PMPA)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade